Em frente, vamos!.

EM FRENTE, VAMOS! Com presença, serenidade e persistência, há boas razões para esperar que isto é um bem...

domingo, 4 de janeiro de 2009

PL, in "Correio do Vouga" - 2009.01.07

… E 2009 de esperança!


É já uma constante, que cada ano seja um ano de esperança!

Mas este desejo, que é também sentimento, ganha uma actualidade única porque vem aí uma grande oportunidade, a oportunidade de demonstrar à saciedade que os portugueses são de dimensão superior quando as dificuldades são enormes. Para grandes tempestades, grandes marinheiros! Não é o que nos tornou famosos?!

Vamos lá então, vamos enfrentar a crise!

Em 2009 – já o sabemos – haverá muita coisa para dar a volta a nível económico-financeiro. Porém, deixemos isso, que não afecta quase ninguém, da maioria dos portugueses, para os ricos: eles que paguem a conta! Pobres e desenrascados não sentem grandes crises sazonais, elas são permanentes, não é?

Ora, segundo os dados do relatório da OCDE, divulgado recentemente, em Novembro, os números da desigualdade e crescimento económico dos seus vários países nos últimos 20 anos não são novidade. De acordo com os números apresentados, Portugal está entre os membros da OCDE onde a disparidade entre ricos e pobres é mais elevada. Segundo o estudo, os 10% mais pobres em Inglaterra ganham em média mais dinheiro do que o português médio! Grande coisa!?

Depois dos poucos muitíssimo ricos, há ainda uma “zona-média”, com uns remediados-bem-ricos, sobretudo à sombra de grandes reformas de serviços prestados ao Estado ou de instituições com capitais do Estado. E, por fim, o último nível, os milhões de pobres.

Portanto, depois dos três estados do reino, do clero, da nobreza e do povo, a República não tem conseguido, com a já aqui abordada teoria dos três poderes, nivelar, com resultados práticos, os princípios consagrados em todos os manuais e correntes teóricas. Assim, não há Estado social que nos valha. Se Obama valer a pena…

Arrumada esta ténue e desenganada expectativa… queremos o Mundial! Essa sim, a nossa maior esperança!

E, com ou sem mundial, se querem dar uma alegria a milhões de portugueses, reforçar-lhes a esperança,… deixem o Benfica ser campeão! Aquilo da Trofa não se faz!

Esperança, muita esperança, esperança com força e à força!

Um comentário:

Anônimo disse...

Estes rabiscos são prepositados ou é um erro, é que dá muito trabalho copiar para o word e mudar a letra, não deixa contudo de ser original!
bj
:)