Em frente, vamos!.

EM FRENTE, VAMOS! Com presença, serenidade e persistência, há boas razões para esperar que isto é um bem...

segunda-feira, 14 de abril de 2008

PL, in "Correio do Vouga" - 2008.04.16

Recuo

Se estivéssemos a abordar uma temática de natureza político-social, cultural ou educacional (entendida, logo se vê, como sistema assente no dinamismo ensino-aprendizagem, porque noutro contexto não seria mau tomar a natureza educacional como parte da evolução social, económica, política, cultural de um país!), pois, se a temática fosse contextualizada noutras latitudes, teríamos dificuldade em entender o que é um recuo. Aliás, é sempre prazeroso invocar a notável máxima militar, tão retratada no cinema e na literatura, que um batalhão (ou outra unidade militar) nunca recua, dá meia volta e, em força, marcha em frente a toda a velocidade.
É evidente, não há recuo nenhum quando, nestes ambientes diversos, alguém dá meia-volta, altera conteúdos, muda de posição, converte estratégias (mesmo em educação e com educação, com elegância)… tudo não passa, por menos óbvio que pareça aos incautos e incultos, de seguir em frente por outro caminho, o do retrocesso! E mesmo que não fosse!
Se não há recuo no que parece ser – porque ficámos sem saber o que isso é; numa interpretação pouco literal, parece significar dar uns passos atrás na opinião e/ou na posição, mas não deve ser?! – então o que será o zigzaguear? Caminhar em frente de forma decidida, obstinada, imperturbável?!
Será que as escolas não ensinam nada?! Haja termos! E, já agora, uma nova hermenêutica! Comprem-se dicionários, volte-se aos caderninhos de significados! Expliquem! Porque quem não distingue, confunde – com a devida vénia ao autor!
Mas ainda bem que, aqui, somos movidos pela verdade desportiva, só essa (que também procuramos descortinar)!
Por isso, quando alguém não atinge os objectivos a que se propõe é exposto o seu fracasso! No desporto nunca há recuos, há apenas os que chegam em primeiro e os que chegam em último por uma determinada ordem, ou, como dizia Mourinho, o segundo lugar é o primeiro dos últimos!

Nenhum comentário: