Em frente, vamos!.

EM FRENTE, VAMOS! Com presença, serenidade e persistência, há boas razões para esperar que isto é um bem...

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Direito a coexistir – teologia política




 
O mundo corre veloz e confrontacionista, separatista.
Aparentemente não há nenhum mal em si mesmo, nos confrontos das diferenças – “não viria grande mal ao mundo”, dir-se-ia, se desse conflito, tal como acontece entre as mós dos moinhos, fosse gerado algo de melhor!
Não estamos certos disso mesmo.
Já alguns tempos abordámos esta ideia de forma explícita. Falávamos do silêncio dos bons – inspirados o “grito” de Martin Luther-King: “o que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons.”
Como estamos, o mundo, o nosso mundo concreto, dia após dia, as nossas vizinhanças – também algumas realidades experimentadas – conduz-nos obrigatoriamente à recuperação do debate sobre teologia política. A obrigação está unicamente no debate, no debate dos conceitos de Carl Schmitt (ensaio  Teologia Política, de 1922), Ernst Kantorowicz (Os dois corpos do Rei, de 1957), Johann  Baptist  Metz, Moltmann, Erik Peterson… tudo o resto será consequência da liberdade!
Este debate, enquadrado entre o  silêncio dos bons e a “questão social”  (como romper com o “status quo”, com o  conformismo,… para a igualdade de direitos, deveres e oportunidades), auxiliará a compreensão da travessia que o mundo percorre.
Poderemos viver juntos com o contributo de cada um?!
Teremos de seguir as vias da negação e aniquilação, em nome de quê?!
São notícia seis razões para alguns sobressaltos que vivemos:
1 - "Vocês rejeitam Alá como único Deus, criando divindades para adorarem. Vocês blasfemam contra Ele, dizendo que Ele tem um filho. Vocês fabricam mentiras contra os Seus profetas e mensageiros e praticam todos os tipos de práticas diabólicas".
2 - "Nós odiamos-vos porque a vossa sociedade liberal permite todas as coisas que Alá proibiu ao mesmo tempo que banem muitas das coisas que Ele permitiu, um assunto que não vos preocupa porque vocês, cristãos não-crentes e pagãos, separam a religião e o Estado, ao mesmo tempo que garantem autoridade suprema aos vossos caprichos e desejos através dos legisladores que vocês colocam no poder"
3 - "No caso dos ateus, nós odiamos-vos e vamos levar a guerra até vocês porque vocês não acreditam na existência do Senhor e Criador"
4 - "Nós odiamos-vos por causa dos vossos crimes contra o Islão e vamos levar a guerra até vocês para vos punir pelas vossas transgressões contra a nossa religião"
5 - "Nós odiamos-vos por causa dos vossos crimes contra os muçulmanos. "
6 - "Nós odiamos-vos por invadirem as nossas terras e vamos lutar contra vocês para vos expulsar.”
Verdade ou não, em nome de Deus, estão aí projeções e realidades que não podem passar no meio do silêncio…

Nenhum comentário: